Whatever...

18:08


Não faz nada, sabe? É, me deixa aqui quietinha, deixa que as vezes é até bom se sentir sozinha. Continua ai no seu mundinho e deixa que vou construindo o meu, sem ajudas, tenho que me reerguer por mim mesma. Mas fica a postos, caso eu precise de ajuda, sabe? Gritarei, prometo. E se precisar, grita daí também, não prometo que voltarei porém farei o impossível pra te ver bem de novo. Só nos dá um tempo, um tempo pra sermos nós mesmos e viver, tínhamos esquecido como é essa sensação de liberdade. Confessa! Confessa que fica bem sem mim também e que o fim de um nós não é o fim do mundo, eu também pensava assim… Pois é, nos enganamos. Somos um complemento um para o outro e não a vida toda, você tem seus gostos e preconceitos enquanto eu tentava aceitar tudo e não é bem assim. Me moldei demais e preciso reencontrar minha essência. Desculpa, não tô fugindo, só tô indo e quem sabe a gente não se esbarre por aí.

Você também pode gostar

0 comentários