Porto seguro (01)

15:38


      Ela conseguia ser doce, mesmo quando era rude e o fazia ter calafrios sempre que brigavam e ela saia para as noitadas. A dúvida que sempre rondava a cabeça dele voltava a tona nesta noite "será que ela vai embora de vez?" 
      Ela fingia que esqueceu, tentava tocar a vida, ele fazia o mesmo, nenhum dava o braço a torcer e o destino mais uma vez se dava ao trabalho de juntá-los. Ela repetia em todas as brigas que estava cansada dele não tomar nenhuma atitude "não era ele que vivia dizendo que sabe o que quer da vida? Não é ele que tem tudo planejado? Até parece uma mulherzinha Então se ele falou que é pra eu não aparecer mais, é porque ele já queria isso e não me coube no futuro perfeito dele."
      Querendo ou não todos esses desentendimentos era o que os fazia amar mais, os dois eram muitos intensos, ficaram dependentes um do outro, e mesmo com todo o papo dela que prefere ser livre, foi a que mais se moldou e agora só restou uma asa para voar.

      O tempo passou... 
- Ela veio falar comigo, perguntando como estou. Eu tenho certeza que aquela amiga nossa só vinha falar comigo pra dizer a ela e eu sempre me mantive esperto. Disse que estou ótimo, melhor do que nunca, que agora sim a minha vida tá tocando pra frente. Mas não vou negar, você sabe bem como estou, cara. E, mesmo que eu nunca tenha confessado, eu só imagino um futuro ao lado dela." 
      Os dois mentiam mal, cada um queria parecer que estava melhor que o outro e ficavam com esse joguinho de eu estou me dando melhor na vida do que você. 

*Amores, apresento a vocês o meu primeiro conto com episódios. Postarei um episódio por dia durante essa semana. Espero que gostem.*

Você também pode gostar

0 comentários