Porto seguro (03)

13:30

      
      O telefone toca, ela vai até a sala, baixa o som e atende. 
- Alô?
- Alô, gostaria de falar com a Stefany.
- É ela, quem é?
- Oi meu bem, aqui é a Vanessa. Eu não sei como te informar isso, você é a namorada do Bernardo, certo? Olhe, tenha calma, ele acabou de sofrer um acidente aqui na orla, já tomamos as providências e ele está sendo encaminhado para o hospital. 
- Como assim acidente? Como ele está? Qual o hospital?
- Ele está lucido, até o que eu sei faturou a perna. Ele ultrapassou o sinal vermelho e o meu marido bateu nele. Tem dois amigos com ele, porém eles não sofreram nada e vao acompanhá-lo. Ele pediu pra ligar para você. 
- Obrigada, Vanessa. Me passa o endereço do hospital que eu vou. 

      Ela pegou a bolsa, a chave do carro e desceu correndo, não sabia se ligava para os pais dele agora ou depois que visse o estado dele. Preferiu ligar pra Bruna, informou tudo e foi busca-la. Quando chegou no hospital ele estava sendo examinado, tinha feito alguns raio-x e esperava o resultado, deitado em uma maca. A viu com lágrimas nos olhos e a chamou:
- Vem cá. 
- Como ele está, Doutor?
- Esse rapaz teve sorte, faturou a perna e teve alguns ferimentos leves. 

      Após falar com os policiais teve alta. Ah, e multa também. Stefany ligou para os pais de Bernardo e avisou-os, levou ele para casa e evitando conversas. 

- Será que você pode falar algo? Mesmo que seja pra me dar uma bronca. 
- Eu não tenho nada a falar, você sofreu as consequências, não tenho que me intrometer na sua vida. 
- Claro que tem, você foi a primeira pessoa que me veio a cabeça. Foi horrível, pensei que iria morrer. 
- Parece que o teu anjo da guarda teve muito trabalho hoje. Pronto, está entregue. O Fábio te ajuda a descer e entrar. 
- Você não vai entrar? A minha mãe com certeza vai querer falar com você. 

      Dito e feito, a mãe dele saiu ao ouvir o portão abrir e já foi abraçá-lo cheia de lágrimas nos olhos e uma preocupação enorme. Depois de inúmeras perguntas de "Como você está meu amor? Por que você fez isso?" convidou para que todos entrassem. Stefany alegou que precisava fazer muita coisa, o que era verdade pois o seu projeto estava a espera, mas não teve jeito, teve que entrar e passar um tempinho com ela "Por favor, meu bem. Eu sei das dificuldades que estão tendo, mas eu preciso de você aqui, nós temos que conversar."

*Amores, apresento a vocês o meu primeiro conto com episódios. Postarei um episódio por dia durante essa semana. Espero que gostem.*


Você também pode gostar

0 comentários