Eu sinto sua falta, pai.

11:00

Trilha Sonora: 



Já fazem alguns dias desde que você se foi, desde que me deixou por motivos de força maior. A ficha ainda não caiu totalmente, muitas vezes paro num canto e fico a pensar e pensar por horas, não chegando a conclusão alguma. Sei que não imaginamos que seria assim, não planejamos isso, mas aconteceu. Não é uma coisa que a qualquer momento você vá voltar, e aparecer pra mim do nada e porque sentiu saudades. Não é fictício. É real, é real o que aconteceu, é real a minha dor e ninguém sabe como eu to me sentindo. Por muitas vezes minha vontade é de ficar deitada, quieta e em silencio. Mas nem o silencio me conforta mais. Você nunca mais vai voltar pra mim, e ter consciência disso dói tanto, pai. 
  Pai, eu acho que nunca o chamei com tanto gosto e amor, com tanta dor e saudade, essa palavra nunca saíra de meus lábios com tanto louvor. Eu queria acordar e ver que isso não é real, queria acordar e ver que não passou de um sonho ruim. Acordar e ouvir você me chamando na porta, segurando minha torta preferida e um pote de sorvete. Mas isso não vai mais acontecer, porque você não está mais aqui, e não vai voltar nunca mais. Eu tenho consciência disso. Quando você apareceu na minha vida, eu vi que podia recuperar a infância e adolescência que eu não tive. Essa que eu abri mão por filho e casamento, onde fui forçada a crescer e ter que me virar sozinha porque não tinha ninguém por mim. O tempo passou, construí minha família, quebrei a cara várias vezes e me ergui sozinha como sempre. Aí você entrou na minha vida, e senti como se pudesse dividir meus problemas com você, e que eu não estava mais só, que você estava ali comigo pra me ajudar no que eu precisasse. Sentia-me uma criança, que só queria ficar quietinha no seu colo, e dormir talvez. Ou só ficar ali, com você, o meu pai. Sabia que ali ninguém ia me machucar, sabia que estava segura e protegida por você. Tá sendo tão difícil voltar ao que era antes disso acontecer, mas eu juro que tenho me esforçado, você se foi e levou com você uma parte de mim.
“Não há nada que eu não faria, para ouvir sua voz de novo. Às vezes eu quero te chamar, mas eu sei que você não estará lá. Me desculpe por te culpar por tudo que eu não pude fazer. E eu feri a mim mesmo ao ferir você. Alguns dias eu me sinto destruída por dentro, mas não vou admitir. Às vezes, eu apenas quero me esconder, porque é de você que eu sinto falta, e é tão difícil dizer adeus quando chega à hora.”
Se eu tivesse apenas mais um dia, eu lhe diria o quanto sinto sua falta desde que você se foi.
{…}

“Parece que foi ontem quando vi seu rosto, você me disse o quão estava orgulhoso, mas eu fui embora. Se apenas eu soubesse o que sei hoje, eu te seguraria em meus braços, eu afastaria toda a dor, agradeceria por tudo que você fez. Perdoaria todos os seus erros, não há nada que eu não faria para ouvir sua voz de novo”
  Agora, eu me pego sentada no chão, tentando parar de chorar enquanto escrevo, a cada palavra dita rasga-me o coração, e só eu sei a dor que to sentindo. Volta pra mim, pai… Volta pra mim, ou me leva pra junto de ti. Porque eu não to agüentando mais… São tantas coisas, tanta coisa na minha cabeça pra assimilar, tanta informação. E eu só quero me excluir, ficar quietinha… Pai, eu não pude nem me despedir de você, você me fazia cafuné enquanto dizia que eu ia usar as coisas do casamento, que acreditava nisso. Essa foi nossa última conversa. Ta doendo tanto, pai… Eu não tenho vontade de mais nada, não quero preocupar minha mãe, nem o Gee, que tem sido tão incrível comigo. Não quero que me vejam assim, pai… Ele tirou todas as bebidas de dentro de casa e me controla nesse sentido. Sinto-me perdida, quero você aqui comigo, quero um whisky duplo e sem gelo, do mesmo jeito que você gosta. Eu sei que não vai.. mais voltar.. Eu to sentindo tanto a sua .. falta. Eu te amo ♥

Misha Galack.

Você também pode gostar

0 comentários