Pudesse eu, ter lido o futuro

11:00

Trilha sonora:

Eu amo um cara... E ele me fez chorar. As lágrimas secaram, a dor tornou-se algo suportável quando escuto música alta... Só. Evito ouvir meus pensamentos, evito ouvir meu coração bater lentamente. Evito pensar e respirar porque dói... Eu não escolho isso, eu não pedi isso... Mas sabe que, mesmo com a dor, as lágrimas, a angustia, o medo... O vazio... Há amor. Irônico não é? Eu devo concordar que é irônico e altamente masoquista.
O maior desafio que tenho enfrentado é ver esse cara com outra. Mesmo que no fundo, eu saiba que ele não a ama de verdade, e posso-te afirmar isso com tanta certeza como o oxigênio que te cerca. É tão verdadeiro como cada batida frenética que ele causa em meu coração. Sabe... Ele tem o sorriso mais lindo que eu já vi... Daqueles que eu posso passar horas e horas apenas a contemplar, e é tão automática a forma como ele te faz sorrir com um simples olhar e um sorriso. Tão doce quando ele te toca a face e te faz arrepiar a pele em súbito.
Você enrubesce e ele acha graça da tua timidez. Faz-te brilhar os olhos ao chamar-te de “neném... Meu neném”. Ele te faz doce, e sutil, mas tem o incrível dom de fazer-te voraz e sacana rs.
Perde-se o pudor, a vergonha... Os pequenos detalhes são os mais importantes. Cada toque, cada delinear pelo corpo, como se ele te desenhasse... Tira-te o fôlego. E pede mais a cada beijo que passa de um suave, à intenso em segundos. Os corpos quentes, em total sincronia, e perfeitamente encaixados, como se fossem feitos exclusivamente um para o outro. Amantes perfeitos...
Tanto se tentou, e por algo perdido no meio do caminho, não se conseguiu. Mas quem disse que eu desisto? Enquanto meu coração bater, e até meu ultimo suspiro, lutarei, pois eu sei seus desejos mais íntimos, sei o que sente quando está comigo, e só comigo. Sei que poderá deitar com qualquer outra à minha procura, mas sabe que será em vão. Irás procurar-me em teus braços, não me encontrarás. Irás procurar-me em teus lençóis, em tua vida... E não me encontrarás. Estarei tão presente em ti, que não vais perceber. Será em minha ausência, que me acharás em ti. Será em minha ausência que teu coração gritará a procura do meu, para bater junto com ele. Será em minha ausência que desejarás nunca ter me perdido. Será em minha ausência que verás quem tu és de verdade.
Podíamos não ser o casal mais perfeito do mundo, mas éramos perfeitos para nós. Assim, como eu era perfeita pra ti, e tu per(feito) para mim.


“Aprende que a arritmia que sentes com ele é normal, e a ausência dele é um vazio, igual a morte. “

Colunista: Misha Galack

Você também pode gostar

0 comentários