Eu queria que você não fugisse

18:30



(Você deveria ler ao som dessa música)

 Hoje eu olhei no espelho, me deu um medo, a imagem refletida sorrindo pra mim do outro lado eu nem ao menos reconheço. É tanta bobagem acumulada dentro dessas malas empilhadas aí no canto da sala que fica difícil organizar as coisas aqui dentro, eu gastei tanta energia tentando te impedir de levar as malas embora que não percebi que isso não te impediria de partir. E você partiu, sem mala nenhuma, batendo todas as portas que tinha que bater, e eu não pude fazer nada.
 Eu tenho que confessar que eu praticamente criei uma central de controle pra fiscalizar a sua vida depois que você saiu por aquela porta. Que atire a primeira pedra quem nunca foi fuçar a vida da pessoa amada, só pra saber o que ela anda fazendo por aí (SE ELA TÁ RESPIRANDO).
 Também confesso que fiquei um pouco impaciente quando você começou a demorar pra voltar pra casa, pra perceber que ainda me amava. As malas que você deixou e eu não tirei do lugar porque  sabia  que você voltaria pra desfazer e por as roupas todas de volta no armário (porque você sempre voltava) continuaram no canto da sala.
 Um dia desses você encontrou um novo amor, eu não estava preparada pra ver você com outra pessoa, cheguei em casa e botei fogo na sua mala de camisetas inteira. Não doeu menos, doeu mais ainda quando lembrei que lá dentro tinha uma camiseta que eu tinha dado pra você um dia antes de você fazer a mala e que tinha me custado 500 mangos.
 Depois de queimar uma camiseta de 500 mangos você repensa a sua vida, hoje eu me olhei no espelho e percebi que a bagunça ao meu redor está grande demais, que eu perdi tempo demais com as coisas erradas e que você não vai voltar pra por as roupas de volta no armário.
 Estou jogando suas malas fora, já tirei de dentro as coisas de 200 mangos pra cima. Junto com as malas vai você, o espectro das suas lembranças que passeia pela casa e esse reflexo horripilante do espelho. Fico eu.

 “Eu queria tanto que você não fugisse de mim. Mas se fosse eu, eu fugia...”
 

Você também pode gostar

1 comentários

  1. Come up to meet you, tell you I'm sorry
    You don't know how lovely you are
    I had to find you, tell you I need you
    And tell you I set you apart
    Tell me your secrets, and ask me your questions
    Oh let's go back to the start
    Running in circles, coming up tails
    Heads on a silence apart

    Nobody said it was easy
    It's such a shame for us to part
    Nobody said it was easy
    No one ever said it would be this hard
    Oh take me back to the start

    I was just guessing at numbers and figures
    Pulling the puzzles apart
    Questions of science, science and progress
    Don't speak as loud as my heart
    So tell me you love me, come back and haunt me
    Oh, when I rush to the start
    Running in circles, chasing in tails
    Coming back as we are


    ResponderExcluir